Disse o ministro

Não, não atirem. Dessa vez um deles está certo:

“a cultura como um todo e a música em especial devem se tornar livres e compartilháveis assim como fazem os desenvolvedores Linux”

“Se antes os países precisavam de ferrovias e estradas, hoje também precisam de banda larga”

Foi o que disse o nosso Ministro da Cultura

Anúncios

5 comentários em “Disse o ministro

  1. Sim, tem muito de auto-promoção aí. Mas o Gil, parece, tem uma visão um pouco menos estreita no que diz respeito ao Software Livre. Nesse governo as coisas iam mais ou menos bem, pelo menos até a saída do Sérgio Amadeu. Hoje, mais uma vez, uma maior adoção do SL, no meio dessa bagunça, parece ser “prioridade última”.

  2. O que o Gil vem falando não é de hoje nem de ontem, já faz tempo, e aliás ele não é o único que fala. Só que com a jihad contra seus clientes e fornecedores (músicos) feita pelas majors (DRM), parece algo revolucionário, porque quem fala é um artista consagrado.

  3. O Gil é como aqueles baianos típicos que parecem viver em outra rotação. Mas parece que ele tá mais engajado com a “causa” do que, por exemplo, o Ministro das Comunicações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s